eu existo, eu existi.

Bem-vindo ao blog da filosofia banal, polêmica e sem fundamento.

Francisco

domingo, 4 de outubro de 2009

17 anos: Dias vividos e algumas cicatrizes

Não tem nada melhor na vida do que dias intensos e cheios de fatos e emoções. Em que no outro você senta numa cadeira ao redor dos amigOs e passa meia hora pra contar a história com toda empolgação e devida atenção do início ao fim. Dias em que você faz coisas que não faria em um ano. E esse meu sábado foi assim.

Pra falar a verdade acho que já passei por uns 7 dias parecidos. Mas nesse ano, e que minha fudida memória me deixe lembrar, já foram dois. Os mais felizes da minha vida.

Acordar, estudar, jogar bola, ir ao bar, tomar uma, beijar, dançar, viajar, frequentar lugares exóticos com pessoas exóticas, gente bonita, gente feia, tomar uma de novo, jogar PES e Age of Empires II, se machucar gravemente, assistir o nascer do sol, cenas censuradas, invadir, explorar, vandalizar, quebrar a cama, roubar copo e prato, tomar mais uma, falar sobre TUDO, jogar sinuca, conhecer gente nova e única, comprar pão, companheiros de verdade, chorar de rir, conseguir um número de telefone, ligar pra aquela menina, dialogar, filosofar, tomar a saidera, ouvir música, dormir no chão, não almoçar, não jantar, não escovar os dentes, tirar só o bigode, tomar banho de banheira, de piscina, de chuva e de chuveiro, provar comidas e bebidas e muito mais... É tudo que me faz feliz.

Todas essas coisas que parecem simples foram apenas os melhores momentos dos meus 17 anos, a última idade de ser ilegal, de entrar sem poder entrar, de fumar sem poder fumar, de beber sem poder beber, de dirigir sem poder dirigir. Vou fazer 18 daqui a 2 meses, vida nova e muita coisa. Mas acho que coisas proibidas é que não vão faltar, logo ainda muito sentido pra viver.

É bom avisar que esses dias jogados não deixaram marcas apenas na minha alma, mas no meu corpo também. Se um dia quiser saber sobre minha vida e sobre todas essas histórias que eu vivi tente me perguntar o porquê de algumas cicatrizes. Elas falam muito e se eu tiver afim talvez eu te conto. Cuidado só em certos arranhões e de um tal corte no dedão do pé. Suas justificativas não são tão belas. x:

Francisco

2 comentários:

  1. Parabéns!!!!! rsrsrsr dias assim ficam marcados por todos os outros anos e eles serão um dia sua energia para continuar! parabens pelo blog!
    xeru

    ResponderExcluir